Prevenção

Prevenção

De acordo com o Cardiômetro da Sociedade Brasileira de Cardiologia a cada minuto uma pessoa morre vítima de doenças cardiovasculares no Brasil. E esse fato tão assustador poderia ser reduzido expressivamente se as pessoas se preocupassem mais com a prevenção dessas patologias. É fato que muitas vezes as doenças são de origem hereditária, porém, na grande maioria dos casos elas são causadas por maus hábitos na alimentação, no consumo excessivo de bebidas alcóolicas, no tabagismo e no sedentarismo. Em decorrência disso, milhares de vidas poderiam ser salvas com medidas preventivas para evitar que a saúde do coração seja comprometida. E vale lembrar que essas medidas são necessárias para pessoas de todas as idades e de ambos os sexos. As doenças cardiovasculares afetam tanto homens como mulheres e também podem se manifestar em crianças. Sua ligação com o colesterol alto, o diabetes e a obesidade é o que faz com que mesmo os mais jovens possam apresentar distúrbios. Felizmente evitar a manifestação dessas cardiopatias é fácil, e para quem já possui a doença ou probabilidade maior de apresentá-la, também é possível limitar sua progressão. Veja seguir como fazer isso:

Cuide bem da sua alimentação

Aquilo que nós comemos é o combustível que oferecemos para nosso corpo, então, para que ele funcione bem é essencial que aquilo que ingerimos tenha qualidade. O primeiro passo para prevenir as doenças cardíacas é mantendo uma alimentação equilibrada. As gorduras, em especial de origem animal, são grandes vilãs e comprometem a saúde do coração. Elas provocam a alta do colesterol, que é a presença de gordura no sangue. Quando isso acontece, há a formação de placas de gordura nas artérias. Essa condição dificulta a passagem do sangue, o que sobrecarrega o coração e ocasiona infartos. Então, o ideal é reduzir ao máximo a ingestão de gorduras. Também o sal aumenta o risco de doenças, por isso, seu consumo deve ser moderado. Prefira alimentos naturais e nutritivos, as gorduras boas presentes em oleaginosas, peixes ricos em ômega 3, alimentos como aveia, que eliminam a gordura do organismo, e todos aqueles que contribuem de forma positiva para sua saúde.

Controle o peso corporal

Quando uma pessoa está acima do seu peso ideal ela sofre alterações em seu metabolismo, também altera a sua pressão sanguínea e a capacidade do organismo em usar a insulina de forma eficaz. Todas essas condições aumentam os riscos de problemas cardíacos, e com o agravante de que o organismo precisou adaptar-se para a nova estrutura corporal, então, o coração fica sobrecarregado. O ideal é manter o peso corporal dentro do limite saudável segundo a idade, o sexo e a altura de cada pessoa. Para isso, convém manter uma alimentação balanceada e praticar atividades físicas para converter a gordura acumulada em energia.

Elimine o vício em tabaco

O tabaco é um grande inimigo do coração e uma das principais causas de doenças cardiovasculares, além de outras que afetam os pulmões e todo o organismo. E isso porque as toxinas que estão contidas nele provocam diversos malefícios para o corpo. Entre outras coisas, o tabaco provoca o estreitamento das veias e artérias, dificultando o fluxo sanguíneo. Ele também provoca lesões interiores nelas, onde a gordura se acumula com mais facilidade. As veias estreitas e o acúmulo de gordura fazem com que o coração trabalhe num esforço extra para manter o fluxo sanguíneo regular, e isso o sobrecarrega. Também há o agravante de que o tabaco eleva a pressão sanguínea, aumentando as chances de infartos e AVCs.

Pratique atividades físicas

O sedentarismo é mais um das grandes causas de problemas do coração, e isso porque além de levar o colesterol e o diabetes, essa condição também mantém o corpo num estado contínuo. Ou seja, o coração não precisa fazer nenhum esforço maior para bombear o sangue, e com o tempo, as veias e artérias ficam estreitas. Quando, então, é preciso uma atividade cardíaca mais intensa, o coração não aguenta fazer esse esforço e as veias não suportam o fluxo de sangue ideal para aquele momento, assim, além da falta de fôlego, temos o risco de infarto. Pelo menos 3 vezes por semana pratique uma atividade cardiorrespiratória, que são aquelas que te deixam ofegante e aceleram o coração. Assim ele se acostumará a fazer esse esforço quando preciso e responderá bem.

Controle o estresse

O estresse é um mal atual que está diretamente ligado a diversos problemas de saúde da modernidade, como a hipertensão, distúrbios do sono, obesidade e o diabetes. Por isso, ele está relacionado também com problemas do coração. O hormônio liberado pelo organismo de quem está estressado interfere no metabolismo e causa o descontrole orgânico, aumentando a pressão arterial, interferindo na metabolização da insulina e ainda causando transtornos alimentares. Para combater o estresse é preciso evitar as situações que o provocam, procurar manter o equilíbrio emocional, evitar a sobrecarga de trabalho e preocupações, dar-se um tempo de descanso e praticar atividades físicas e relaxantes, que liberam a serotonina, que causa sensação de bem-estar.

Mantenha o controle da saúde

Pessoas que já possuem pressão alta, colesterol alto e diabetes têm maiores chances de sofrerem com problemas do coração, então, é preciso manter o seu quadro clínico estável. Para isso, é fundamental fazer um tratamento médico. Existem medicamentos e medidas que podem ser adotadas para manter a qualidade de vida de quem sofre com esses problemas, protegendo o seu coração. Por isso, não ignore os conselhos e recomendações do médico, fazendo os devidos exames e cumprindo os retornos  para manter o quadro estável.

Faça exames regularmente

O ideal é que todas as pessoas mantenham uma rotina para o seu checkup médico, a fim de observar como está sua saúde. Entre esses exames é interessante solicitar também aqueles que avaliam a saúde do coração. Em especial para pessoas que possuem problemas na família, que apresentam os problemas citados no item anterior e aquelas que já estão na idade madura ou terceira idade, é fundamental fazer esse acompanhamento. As doenças cardíacas podem ser evitadas na grande maioria das vezes, e as medidas não são complicadas, basta apenas um pouco de dedicação e esforço para mudar de hábitos. Mas tudo isso vale a pena para manter esse importante órgão saudável e forte.

Entre em contato conosco

Entre em contato conosco

WhatsApp chat